quarta-feira, 21 de março de 2018



Transformação de imagens em bordados no Wilcom: Qual a verdade?


Hoje vamos falar sobre imagens. Algumas pessoas chegam pra mim e perguntam: “Tem como eu pegar uma imagem da internet ou outra qualquer, jogar no wilcom e transformar em bordado automaticamente?” E a minha resposta é sempre a mesma: “Tem, dependendo da imagem.” Eu vou explicar. O wilcom já há algumas versões vem trazendo cada vez mais ferramentas que possibilitam ao usuário a automática conversão de imagem pra bordado e tem tentado aperfeiçoá-las. No wilcom E2 existem duas ferramentas que trabalham nesse sentido, no entanto, elas ainda não são perfeitas. Uma delas, a ferramenta PHOTOFLASH consegue esse resultado:



 


Ela captura a imagem, gera pontos nas partes escuras e deixa as claras vazadas, criando um quadro onde a alternância entre claro e escuro determina onde tem pontos e onde não tem. Dependendo da imagem fica até bonito, como esses:


Mas vocês não poderão editar muito uma matriz feita com esse método; ela fica agrupada como um objeto só sem possibilidade de desagrupar. Vocês só poderão mexer nela como um todo, nunca em parte.

A outra ferramenta presente no wilcom, REDUZIR CORES permite esse resultado:


Porém para chegar nesse nível de qualidade é preciso conhecer o processo padrão de configuração de matrizes no wilcom, ou seja, você precisa conhecer as outras ferramentas do programa com as quais se faz matrizes de bordado para fazer todos os ajustes necessários, pois a ferramenta REDUZIR CORES por si só deixa a matriz assim:

Qualidade bem abaixo não é? A ferramenta apenas converte pra ponto, não faz nenhuma configuração. É preciso que você faça todos os ajustes no tipo de ponto, cores, sequenciamento, contornos, etc. E uma coisa que vale pras duas ferramentas é que a imagem a ser transformada deve ser nítida, de preferência sem fundo ou com cor de fundo bem contrastante, para que o programa possa reconhecer bem as cores e fazer a separação delas adequadamente. Se o fundo tiver textura ou cor próxima da figura o programa vai reconhecer ambos como sendo uma coisa só e vai transformar os dois em um só objeto , o que pode não ser útil, se por exemplo você quiser tirar o fundo e usar só a figura, como no  caso desse carrinho.


Resumindo, vocês tem duas ferramentas de transformação de imagem em bordado no wilcom mas o conhecimento completo das ferramentas convencionais de configuração continua sendo obrigatório para um bom resultado. Então vocês podem usar essas ferramentas com um recurso a mais desde que conheçam as demais ferramentas para fazer a configuração necessária na sua matriz. 


Se quiserem aprender como trabalhar com o wilcom fazendo essas e as demais configurações que lhes permitirão excelentes resultados na criação de bordados adquiram nosso curso SEGREDOS DO EMBROIDERY E2, ele ensina como criar todo tipo de matrizes de bordado no wilcom E2 com qualidade e em pouco tempo.


Por hoje é só pessoal, em breve votaremos com mais conteúdo pra vocês!


 

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018


Wilcom x Windows - Problemas na instalação




Tem havido muitos problemas com parceiros meus que não conseguem instalar o Wilcom E2 nos seus computadores que possuem o sistema operacional Windows 10, ou que conseguem mas depois de um tempo ele trava e não funciona mais. Se esse é o seu caso leia o texto abaixo, talvez ele possa ajudar você a resolver sua situação.


“Qual o melhor Wilcom para o meu computador?”
 

Vou responder essa pergunta com outra pergunta: Qual o seu Windows? O sistema operacional tem sido determinante na instalação do wilcom ultimamente. Falando especificamente do Wilcom Embroidery E2 posso dizer que tentei instalar ele nos Windows 10, 8.1 e 7. No 10 eu não consegui instalar; os caminhos mostrados no vídeo tutorial  simplesmente não existiam no meu sistema. Então parti para testar no Windows 8.1 onde consegui instalar de primeira e funcionou muito bem, porém o programa auxiliar chamado Design Workflow não funcionou, ele até abre mas não executa corretamente suas funções. Isso porque o Windows 8 não aceita a atualização que é necessária (Após a instalação) para que ele funcione corretamente. Então tentei instalar no Windows 7 ultimate onde consegui instalar com êxito o Wilcom e a atualização que permite o funcionamento do Design workflow.

Essa é a realidade quanto ao Wilcom E2. Mas você pode tentar instalar o Wilcom E1.5 ou Wilcom 2006 e obter resultados diferentes. É possível que eles funcionem no Windows 10, onde o E2 parece que não funciona, ou não funciona permanentemente (Há relatos de pessoas que conseguiram instalar no 10 mas depois ele travou e não abriu mais), porém você terá alguns inconvenientes como a questão da versão. Por exemplo, se você receber alguma matriz feita no Wilcom E2 não poderá abrir no E1.5. Tem também o fato de que quanto mais recente a versão mais ferramentas novas o programa tem, o que o deixa em vantagem em relação as versões anteriores. Pode acontecer de você receber uma matriz feita num tipo de ponto que só existe na versão mais recente e ficar sem saber como reproduzir aquele ponto porque no seu programa ele simplesmente não existe.
 
“Então como escolher?”

Avalie o que você pretende fazer.  Se sua produção é simples, não exige o que há de mais novo em técnicas de bordados computadorizados, ou você tem um trabalho mais artesanal ou mais por hobby, poderá usar as versões mais antigas, como o Wilcom 2006 sem problemas. Elas funcionam bem e existe a possibilidade de que instalem no Windows 10 e 8.1 (faremos testes para comprovar isso e postaremos aqui no blog futuramente). Mas se você é alguém que presta serviço a diversas empresas e precisa estar sempre por dentro das mais recentes ferramentas do wilcom para atender aos mais variados pedidos que chegam, então precisa usar a versão mais recente, o Wilcom E2. Nesse caso terá que abrir mão das versões mais novas do sistema Windows (conforme expliquei no primeiro parágrafo, ou arriscar instalar nelas e talvez conseguir, mas não é garantido) e usar o Windows 7 ultimate.
Há casos de pessoas que possuem dois computadores e reservaram um deles apenas para trabalhar com o Wilcom E2, instalando o sistema Windows 7 e deixando o outro pc com o Windows 10 para suas outras necessidades. Se esse é seu caso você pode adotar essa estratégia. Mas se você possui apenas um computador então terá de escolher entre sistema operacional recente ou Wilcom recente, pois a impressão que tenho é que pelo menos por enquanto não dá pra ter os dois.
Isso provavelmente é culpa das constantes atualizações do Windows 10, pois como falei acima existem relatos de algumas pessoas que conseguiram instalar o wilcom E2 no Windows 10, mas depois ele travou. Então fica difícil saber como dar um jeito de instalar e também de impedir que o programa trave depois de algum tempo. Se você precisa do Wilcom mais recente e não quer ficar tendo constantes dores de cabeça com instalação e reinstalação do programa vale a pena abrir mão de um sistema operacional mais bonito por um que seja mais funcional, no caso o 7 ultimate.
Voltaremos a falar desse assunto depois conforme fizermos mais testes. Por hora espero que essas dicas tenham ajudado você a ter um melhor desempenho e menos dor de cabeça com a instalação do Wilcom. Em breve voltaremos com mais conteúdo pessoal!